FANDOM


O Tirano
FarCry3 Hoyt v01
Nome: Hoyt Volker
Estado: Morto
Papel: Antagonista principal
Lugar de nascimento: África do Sul
Data da morte: 2012
Causa da morte: Morto por Jason Brody
Nacionalidade: Africano
Cor do cabelo: Castanho
Cor dos olhos: Azul
Residência(s): Rook Islands
Ilha do Sul
Afiliações: Vaas Montenegro
Privateers
Profissão: Ditador de Rook Islands
Jogo: Far Cry 3


Hoyt Volker é o principal antagonista de Far Cry 3. Ele é o líder dos Privateers, um grupo mercenário que protege Hoyt e os seus negócios, baseados na parte sul da Ilha, a qual Hoyt "governa".

HistóriaEditar

Não se sabe muito sobre Hoyt, apenas que ele é Sul-Africano e era um homem muito rico e tinha um Exército privado, os Privateers, ele vai atê as Rook Islands na esperança de tomá-la, lá ele conhece Vaas Montenegro, a quem ele acreditava ter potencial, ele o fez o seu braço direto e com ele, criou um império na Ilha.

Far Cry 3Editar

Um homem chamado HoytEditar

O tráfico de escravos de Hoyt deu a ele sete novos "produtos" (Jason Brody, Grant Brody, Riley Brody, Liza Snow, Daisy Lee e Keith Ramsay). Jason e Grant fugiram do campo de concentração de Vaas Montenegro, o braço direito de Hoyt, mas Grant morreu durante o processo. Jason foi salvo da selva por Dennis Rogers, membro dos Rakyat, os nativos rebeldes á Hoyt e seus mercenários. Jason se uniu á Willis Huntley, um agente da C.I.A que vem investigando Hoyt. Juntos causaram problem as para Volker quando Jason queimou uma plantação de maconha de Hoyt e Jason salvando seus amigos. Jason matou Buck, um pistoleiro que trabalhava para Volker.

Ouro negroEditar

Depois que Jason matou Vaas e resolveu permanecer na ilha, ele se dirigiu a ilha ao sul, que pertencia a Hoyt, com a ajuda de Willis. Lá, Jason se aliou a Sam Becker, um agente da C.I.A aliado de Willis. Jason matou um recruta chamado Foster e roubou seu uniforme. Junto com outros recrutas, Brody ouviu as regras de Hoyt e descobriu que Jason é procurado por Hoyt. Para provar sua lealdade a Volker, Jason protegeu uma plantação de maconha do tirano e o entregou uma lista de traidores. Hoyt convidou Jason para uma noite de póquer, mas ante o mandou torturar um homem. Jason e Sam destruíram uma antena de comunicações de Hoyt e explodiram um complexo importante para ele.

Um às na mangaEditar

FarCry3Hoyt2

Hoyt fumando em seu escritório.

Na noite de póquer, Sam e Jason pretendiam matar Hoyt, mas o tirano implantou uma faca na guarganta de Sam. Ele procediu a continuar o jogo. Jason perdeu e Volker contou o dedo de tal. Jason accordou em uma sala similar a que ele enfrentou Buck. Volker revelou que Riley estava em um aeroporto, pronto para ser vendido. Jason e Hoyt continuaram a luta, ambos feridos. Jason esfaqueou Volker na costela, pegou a faca do tirano e esfaqueou no pescoço e pegou a faca na costela acertou na cabeça, matando-o instantaneamente.

CuriosidadesEditar

  • Assim como Buck e Vaas, Hoyt é morto em uma luta de facas.
  • Hoyt é o secundo antagonista Sul-Africano na série, junto com Hector Voorhees em Far Cry 2.
  • Para se infiltrar na organização de Hoyt, Jason usou o disfarce de um homem chamado Foster, um dos Privateers de Hoyt.
  • Apesar de ser o antagonista primário, Hoyt nunca aparecia em trailers e no Marketing do jogo, pois a Ubisoft não queria mostrá-lo logo de cara.
  • Pagan Min, o antagonista de Far Cry 4, é mais parecido com Hoyt do que com Vaas, tanto em aparência como o fato de que ambos são os "Reis Tiranos" do local onde os jogos se passam.
  • Hoyt é um dos poucos personagens que visitam as duas ilhas do jogo, os outros são Jason, Riley e Willis Huntley.
  • Assim comoVaas, Hoyt é um completo psicopata, porém ele é mais instável e controlado do que Vaas.

GaleriaEditar